Boas Adaptações de Livros Para Filmes

Confira 3 adaptações de livros para filmes que foram bem sucedidas.

Olá!! Vou falar de um assunto quase polêmico entre os leitores: livros que viram filmes. Uns adoram e ficam super ansiosos, outros são terminantemente contra e acreditam que tantas páginas não podem ser resumidas ao texto de uma adaptação de uma ou duas horas na telona. Eu estou bem no meio dessas duas opiniões. Já vi dar muito errado, mas também já vi dar certo.

3 Boas Adaptações de Livros Para Filmes

3 boas adaptações de livros para filmes, boas adaptações de livros para filmes, adaptações de livros para filmes, livros para filmes, livros que viraram filmes, filmes de livros, blog literário, blog de livros, a culpa é das estrelas, o cemitério, o cemitério maldito, o menino do pijama listrado, filmes, livros

Trouxe 3 exemplos de adaptações de livros para filmes que para mim foram bem sucedidas, mas também apontando alguns defeitos (na minha opinião). São 3 livros bastante distintos.

A Culpa é das Estrelas

3 boas adaptações de livros para filmes, boas adaptações de livros para filmes, adaptações de livros para filmes, livros para filmes, livros que viraram filmes, filmes de livros, blog literário, blog de livros, a culpa é das estrelas, filmes, livros

Parece que John Green escolheu os atores de dentro da minha cabeça. Sério, Hazel e Augustus foram EXATAMENTE como eu imaginava. E olha que no livro o Augustus é descrito com olhos extremamente azuis, mas eu o imaginava um menino exatamente igual o ator. Por isso, a escolha dos atores foi particularmente bem sucedida para mim e eles souberam também dar o tom dos personagens de uma forma brilhante.
Os cenários não deixaram NADA a desejar. A sequência do filme foi boa e não descartou muitos momentos importantes, só achei sacanagem cortarem a parte do livro que explica o motivo do título ser A Culpa é das Estrelas.

Pontos negativos

Eu acho que o filme deu uma enxugada na carga dramática do livro, especialmente na história de Isaac. O desfecho do seu problema na visão foi uma das coisas mais tristes para mim na leitura, mas no filme foi realçado mais o lado cômico. Aliás, para mim isso aconteceu de uma forma geral. Não que no filme a história não seja triste, ela é, mas não senti vontade de chorar em nenhum momento (não me chamem de insensível). No livro os acontecimentos tem um impacto maior que causam mais angústia no leitor, mesmo sem trilha sonora e efeitos de vídeo.

O menino do pijama listrado

3 boas adaptações de livros para filmes, boas adaptações de livros para filmes, adaptações de livros para filmes, livros para filmes, livros que viraram filmes, filmes de livros, blog literário, blog de livros, o menino do pijama listrado, filmes, livros

O que posso dizer? Li esse livro em um dia. É impossível largar. A história é tão apaixonante quanto triste e isso foi retratado muito bem na adaptação. Gostei muito de como o filme não cortou a sequência que desenvolve a amizade entre Bruno e Shmuel. O modo como deixa implícito a tensão existente entre as pessoas da família do Bruno, o ambiente hostil e perturbador, tudo o que o autor expressa no livro está presente no cenário que vemos no filme.

Ponto negativo

Para mim foi o ator que fez o Bruno, mas isso é extremamente particular. O Bruno do livro tinha uma ingenuidade agitada e divertida, era mais carismático, enquanto o do filme é contido e até meio frio.

O Cemitério (Que gerou o filme O Cemitério Maldito)

3 boas adaptações de livros para filmes, boas adaptações de livros para filmes, adaptações de livros para filmes, livros para filmes, livros que viraram filmes, filmes de livros, blog literário, blog de livros, o cemitério, o cemitério maldito, filmes, livros

Essa adaptação é meio fifty fifty para mim, tão brilhante como falha, mas eu a aponto como bem sucedida pelo fato de terem conseguido captar o mais importante do livro: a sensação de alguma coisa sinistra e perturbadora no ambiente mesmo quando nada de terrível está acontecendo. Afinal, o que mais angustia na leitura não são as tragédias que se sucedem, mas o terror psicológico a medida que Louis vai se desestabilizando mentalmente. O cenário foi perfeito, tanto a casa quanto o cemitério. Há quem diga que as atuações foram fracas, mas para mim não deixou a desejar, especialmente o papel do velho Jud.

Pontos negativos

MUITA coisa ficou de fora do filme, impossível citar todas. É claro que não dava para retratar tudo, mas algumas coisas foram distorcidas, como por exemplo Pascow. O que é o Pascow no filme? Quase um Gasparzinho, Fantasminha Camarada. Não pegou bem a essência do personagem no livro. Também achei que ficou mal explicado (quase oculto) o verdadeiro trauma de Rachel com tudo que dizia respeito a morte.

E você, o que acha de adaptações de livros para filmes? Já leu e assistiu algum dos que citamos? Tem alguma adaptação que você goste muito, ou não goste nem um pouco? Conte aqui nos comentários!

Veja as sinopses dos livros do post:

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *