A Cidade do Sol – Khaled Hosseini | Resenha de Livros

A Cidade do Sol
Khaled Hosseini
Drama
Nova Fronteira

O livro A Cidade do Sol de Khaled Hosseini não foi apenas o meu livro favorito de 2015, mas virou um dos meus favoritos na vida. Não deixa nada a desejar no drama que a temática envolve.

A Cidade do Sol

A Cidade do Sol, a cidade do sol khaled hosseini, khaled hosseini, blog literário, blog de livros, resenha de livros

Mariam tem uma história de vida muito difícil desde a infância, a vida marcada por fatos trágicos e um destino que ela não pode escolher. Quando ela tem 33 anos, sua vida cruza com a de Laila, que tem apenas 14.

Laila teve uma criação totalmente oposta a de Mariam, mas as duas acabam se vendo na mesma situação em um determinado momento de suas vidas, e ambas estão completamente sós. Esse encontro muda a história dessas ambas mulheres tão diferentes, tudo isso em meio a um Afeganistão em guerra e o governo Talibã.

Eu imagino que todos os leitores ficam recolhendo os seus caquinhos depois de ler A Cidade do Sol. Ele é um livro maravilhoso. A história é tão crua e real que nós realmente nos colocamos no lugar dos personagens do livro. Os sentimentos deles são retratados com perfeição e sentimos através deles a dor de cada acontecimento.

São mulheres sofridas e muito profundas, uma realidade tão cruel que nos dá claustrofobia e incômodo nos colocar no lugar delas, aliás, no lugar de qualquer pessoa que tenha vivido em um lugar assim. Acabamos conhecendo essa guerra com outros olhos, o país, as pessoas de lá.

A Cidade do Sol, a cidade do sol khaled hosseini, khaled hosseini, blog literário, blog de livros, resenha de livros

A carta para Mariam no final para mim foi o ponto alto do livro. A escrita de Khaled Hosseini é perfeita. Não acho que é um livro para reler, a história dele é impactante e uma vez é o suficiente para ela ser contada e marcar o leitor para sempre.

E você, já leu A Cidade do Sol? O que achou do livro? Deixe seu comentário contando sua opinião!

Confira a sinopse do livro clicando aqui.

5 Comentários

    • Sté 24/02/2016 Responder
    • Sté 24/02/2016 Responder

Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *